Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Disse - Tá - Dito

Pensamentos e coisitas que vou tirando daqui e dali!

Disse - Tá - Dito

Pensamentos e coisitas que vou tirando daqui e dali!

Os anos passam e a vida avança!

Retomando o que aqui perdi...

Continua a vida...

A vida de trabalho para pagar contas!

A vida de fim de semana a pensar "amanhã já é segunda".

A vida por si só, que tanto nos dá e tanto nos tira,

Mas como se diz por aí: "É a vida"!

 

E  tanto se poderia contar nestes anos que passaram. Tantas atrocidades, tantas grandiosidades, mas mesmo o mais importante a reter é que, por muito más ou boas que sejam as coisas, tudo passa. Não podemos ficar parados a olhar ou a refletir porque a fila avança! Não queremos ficar para trás, queremos manter o nosso lugar no mundo!

 

A sociedade mantém-se como sempre esteve: podre de valores, mas muito rica em apontar dedos!

Somos sempre os primeiros a apontar o dedo ao próximo. 

Ainda hoje numa conversa de "salão", ouvia-se na tv que, uma Senhora terá sido espancada pelo marido no meio da rua. Ninguém se aproximou para ajudar com medo de apanhar também. Todas, mesmo todas as pessoas que estavam no salão disseram que faziam o mesmo! Não se metiam. Na minha cabeça pensei: "É tão bruto e animal o que está a dar, como aquele que está a assistir e nada faz para ajudar, ou seja, é conivente com a situação". Mas depois acabei por concordar, porque a nossa sociedade e justiça está feita para que, numa situação dessas, se alguém tentar defender a Senhora, provavelmente teria de agredir o Homem, e automaticamente estaria a infringir a lei, logo seria penalizado... 

 

E por hoje chega que outros assuntos me encanitam a mente!

Mais tarde falarei!

 

Tenho dito!

A festejar...

E hoje comemora-se o dia em que renasci! Em que me fiz Mãe, para o bem e para o mal. Para a saúde e para a doença, todos os dias das nossas vidas.

E este voto sim, é para sempre, porque para isto não existe separação possível.

Filho é para sempre, independentemente do que aconteça!

 

Está um doce este meu Amor! Lindo como nunca se viu (Eu pelo menos não, hihi)!

Parabéns meu Filho!

O que aí vem e o que foi: Balanço!

Fazendo um pequenino balanço do ano de 2015 posso dizer que não foi mau!

Foi bom até!

Saúde!

Família!

Trabalho!

É o que se quer...

Ver o meu filho crescer tem sido o melhor de tudo isto! A vida passa a fazer mais sentido depois de ter sido Mãe! Comigo aconteceu!

 

Não fiz muita coisa que poderia ter feito, mas também fiz muita coisa que nunca pensei ter coragem de fazer! 

 

 

2016

Peço muita saúde, o resto vem por acréscimo!

Muita luz no caminho para que nunca me perca! 

E uma pequena resolução de ano novo: Andar mais vezes de cabelo solto...

 

Bom Ano a todos e muita, muita saúde!

 (imagem retirada da internet)

Saudades da vida!

Tenho saudade de ser criança!

Tenho saudade de gelados tirados de uma máquina, a saber a baunilha que o meu Pai chamava de baleizão e eu não percebia porquê!

Tenho saudades de correr livremente sem compromisso de hora, de pessoas, de tempo e de rotinas!

Tenho saudades das birras que fazia só para não arrumar o meu quarto e não lavar a loiça!

Tenho saudades de fugir à minha Mãe. De pegar na bicicleta e descer a rua a levar com o vento na cara, certa que iria dar um mergulho no rio (mesmo sabendo que não tinha levado fato de banho)!

Tenho saudades de ter férias intermináveis, ir para a minha Avó empanturrar-me de comida porque ela achava que eu estava sempre muito, muito magrinha!

Tenho saudades de sair com os amigos e concentrarmos-nos no adro da igreja, combinar dar uma volta de mota à sucapa dos nossos Pais!

Tenho saudades de correr para casa por já ter passado da hora combinada pelo meu Pai, mas a correr de alegria porque "aquele" rapaz me deu a mão! (Ás vezes até cortava caminho pelos campos... lá se íam umas batatas e umas cebolas e tal...)

Tenho saudades de ter vontade de ir para a escola porque tinha combinado encontrar-me com a minha melhor amiga atrás do pavilhão e ir-mos ver os moços jogar à bola!

Tenho saudades dos serões em casa a ver os jogos sem fronteiras e o festival da canção! De dormir com a minha Mãe quando dava Fórmula 1 porque o meu Pai acabava por dormir no sofá!

Dos sábados à tarde a lavar roupa no tanque com a minha mãe, a roupa a cheirar a sabão macaco (como dizia o meu Pai), e sim, cheirava muito bem! E o cheirinho a OMO, ui... 

Estendíamos a roupa numa corda presa entre duas árvores que, nasceram estrategicamente para isso! às vezes a corda arrebentava...

 

Tenho saudades do meu Pai. Muitas, muitas saudades do meu Pai.

 

 

 

As Histórias!

O livro favorito do meu filho:

O meu álbum (o de provas) de casamento! Adora folhear e folhear, não se cansa daquela "históia" (como ele diz). Identifica a familota toda (ou quase toda).

Grita de entusiasmo quando vê os Avós!

 

E quando chegar o dia em que ele me vai perguntar onde estava ele, e porque não aparece nas fotografias, o que respondo eu?

 

 

Conversas #2

As únicas conversas em casa que tenho e sejam minimamente percebíveis, são com o meu marido e uma dia destes foi assim:

Estávamos atentos ao telejornal em que dizia quantas botas já tinha ganho o Cristiano Ronaldo:

Marido: O Messi deve-se estar a roer todo..

Eu: Ou não, é que agora tem mais com que se preocupar, está a ser acusado de fuga aos impostos, ou fraude fiscal...

Marido: Pois, coitado, mas acho que foi o Pai dele que o tramou!

Eu: O Messi faz-me lembrar alguém, ora deixa cá ver... (Pausa com mão no queixo)... Ah, já sei, aquele fulano que aparece sempre na televisão, aquele que recebeu uns dentes novos do Pinto da Costa...

Marido: Dentes? Pinto da Costa? Quem? 

Eu: Siiiiiiiiiiimmmmmmmmmmmmmm! Esse, o Emplastro com a verruga na cara!

Marido: Emplastro? Verruga? Credo Mulher, tu vens-me com cada conversa... Quem é que começa a falar em botas de ouro e acaba em verrugas? TU!

Eu: Mas diz lá, são parecidos ou não são?

Marido: Olha, agora que o dizes, até que são! 

 

11311966_1145765672116133_1143391278_n.jpg

(imagem retirada da net) 

 

Tenho dito!

Conversas...

Também gostava de descrever as conversas que eu e o meu filho temos mas vocês não íam perceber...

Aguardo que ele se faça entender, acho que irá ser interessante até porque ele já fala pelos cotovelos, não percebo é metade das coisas!

Aguardem-me, ainda vos hei-de fazer rir... sim, sim, porque todos o fazem e eu até acabo por achar piada!

 

Tenho dito!